quinta-feira, 26 de julho de 2012

Nossa bandeira é a força do Senhor! Alegrem-se!


Para aqueles que não têm o ótimo costume de ter uma leitura diária da Bíblia, digo que não sabem o que estão perdendo. Muitos cristãos preferem ler “As crônicas de Nárnias” e perdem riquezas dos livros de I e II Crônicas.
O livro de Filipenses apresenta um cenário encorajador na figura do amado pastor e apóstolo Paulo. Estava preso e sofrendo dores no corpo, mas o Espírito lutava bravamente trazendo à memória aquilo que trazia esperança. Impressionante como conseguia preocupar-se com os novos na fé! Olhando para estas circunstâncias vejo o quanto tenho sido egoísta pensando apenas em meus problemas. Queremos parar o mundo pare como nos dias de Josué ( Josué 10), ou que sejamos arrebatados quando na verdade, Deus está mortificando o velho homem para que o novo homem seja uma fonte a jorrar vida.
Virtuosas, precisamos ser reconhecidas como Síntique e Evódia que foram citadas por Paulo como “mulheres que lutaram pela causa do Evangelho”. Todos passamos por tribulações, contudo, o nosso Deus suprirá todas as necessidades seja financeira, da alma ou mesmo a falta de visão espiritual. Precisamos amar as vidas perdidas e assim, nossos problemas serão insignificantes.
Quando pensamos apenas nos problemas, isso maximiza o tamanho deles parecendo ser como os gigantes do tempo de Davi. São problemas que podem ser superados, como obstáculos que impedem de vermos o fluir de Deus nas nossas vidas. Paulo sabe bem sobre todos os tipos de males deste mundo: tinha um espinho na carne (os estudiosos supõe que tivesse epilepsia), foi preso, passou fome, fora maltratado severamente no corpo e extremamente humilhado por causa da Palavra de Deus. Cristo passou dores ainda piores, mas ambos receberam a coroa da vida e o triunfo deles trouxe esperança até os nossos dias.
Vitoriosas, o nosso reino não é deste mundo! Se o seu amado não chegou, com certeza, não deseja encontrar você com o semblante caído porque todos os dilemas devem ser resolvidos em Deus. Fomos criadas para ser auxiliadoras e como poderemos exercer este ministério, sem entender o que é ser consolada quando a esperança acabou? Como ser companheira de um evangelista se não temos amor pelas almas? Como ser amorosa se o referencial de amor está todo errado?

Mas, alegrem-se, novamente digo: Alegrem-se no Senhor! Porque a Bíblia diz:

" A vossa mansidão seja conhecida de todos os homens. O Senhor está perto, andeis cuidadosos de coisa alguma, antes em tudo sejam conhecidos os vossos pedidos diante de Deus pela oração e pela súplica com ações de graças.A paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.” Filipenses 4:5-7


Apresentação

Este projeto nasceu quando eu era adolescente e buscava em Deus forças para superar as dificuldades da adolescência na área emocional. Desde então, o Senhor tem sido extraordinário e dado vários artigos e testemunhos sobre as circunstância do momento da espera da pessoa amada em Deus.

Passei por experiências ruins e boas, aprendi a excelência da espera e agora quero compartilhar como Deus supre as necessidades e como podemos vencer este momento onde o inimigo das nossas almas tenta acabar com a fé e a vida de muitos jovens.
Seja bem-vindo ao Espera do Amado!

Messenger

Marcadores

Google+ Badge

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo