segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A voz da alma

Silêncio também fala.
E às vezes fala mais profundamente do que palavras.
Vivemos em um tempo de inquietação, um tempo em que o tempo todo estamos cercados por barulhos, sons, pessoas, e quando chegamos em casa e ficamos só, ficamos cercados por TV, DVD, COMPUTADOR, CELULAR, AIPODE e todo tipo de tecnologia sonora de modo que a cada dia mais não temos um tempo para ficar só, e nos aquietar e nos ouvir ou apenas nos silenciar.
Ficamos o tempo todo falando ou ouvindo alguém ou mesmo ouvindo nada de ninguém, mas não ficamos apenas em silêncio.
Fico pensando o que evitamos ouvir, ou o que temos medo de saber sobre nós mesmos, porque ficamos tão agitados o tempo todo que nem sabemos quem somos.
As coisas que fazemos, as comidas que comemos; as companhias a que nos submetemos e nem sempre escolhemos simplesmente o fazemos e muitas vezes contrariados apenas para não se sentir só.
Será que temos nos tornado em tão péssima companhia para nós mesmos que evitamos a todo custo a nossa própria companhia?
Devemos amar ao próximo como a nós mesmo isso é mandamento do Senhor e será que é isso que estamos equivocadamente fazendo quando nos damos por companhia aos outros quando nós mesmo nos evitamos a todo custo?
Quando foi que desfrutamos de nossa própria companhia com prazer pela última vez?
Quando estivemos em companhia de outros e desfrutamos disso com prazer?
Escolhemos nossas companhias e amizades ou apenas nos apegamos a qualquer pessoa disponível apenas pra não ficar só?
Quantas vezes nos submetemos a estar com pessoas que nada tem em comum conosco, até decidimos fazer coisas que não concordamos, ir à lugares que não gostamos, comer comidas que não apreciamos, suportar pessoas com hábitos que desprezamos e depois ficamos chateados, infelizes e criticando tudo e com isso muito pecamos.
A palavra de Deus nos adverte que não é possível dois juntos andarem se não estiverem em pleno acordo. Porém muitas vezes temos feito acordo com inimigo apenas para não ficar só. Mas essa atitude tem nos custado a paz, a preciosidade de uma verdadeira comunhão e mais que isso tem nos roubado violentamente a preciosa comunhão com Deus.
Questionamos porque temos nos sentido tão vazios e infelizes, descontentes, arrasados, mas não analisamos a nossa conduta e não modificamos nossos maus hábitos.
À medida que nos enchemos de pessoas vazias nos esvaziamos da presença de Deus. Podemos estar cercados de pessoas, porém é grande a solidão que impera dentro de nós.
Buscamos tantos recursos para resolver nossos problemas, por causa dessa ausência da plenitude da presença de Deus somos acometidos de todo tipo de fobias e problemas psicossomáticos e deixamos de desfrutar da vida plena que o Senhor nos ofertou pra que vivêssemos.
Buscamos em pessoas o que só o Senhor Jesus tem para nos dar e pagamos um alto preço para não obter nenhum resultado, quando o que nos é pedido para fazer e nos é oferecido de graça e pela graça, desprezamos.
Façamos a nós mesmos o grande desafio de nos aquietar, nos observar ao invés de reparar ao outros. Ousemos desfrutar de nossa própria companhia. Mais importante que isso, devemos separar um tempo em meio a tanto tempo precioso que desperdiçamos com pessoas e afazeres que nada tem nos acrescentado e nos lançamos à mais preciosa e doce e necessária companhia: A companhia de nosso Senhor Jesus Cristo.
Ainda que assim meio sem jeito, sem saber o que dizer e nem como se comportar por nunca antes ter feito isso, mas comecemos esse novo relacionamento tão necessário e prazeroso, ainda que apenas fiquemos quietos, mas em sua presença, em silêncio ou apenas murmurando palavra de amor a Ele.
Mesmo que Ele nada nos fale, apenas fiquemos em tão doce companhia.
Seremos preenchidos, curados, restaurados, fortalecidos, nos sentiremos como nunca amados e isso n os livrará de tantos relacionamentos doentios, destrutíveis. Relacionamentos que nada nos acrescenta ao contrário.
Escute o silêncio mais do que multidões de palavras vazias, pois em meu silêncio ouvirás e descobrirás coisas que jamais foi capaz e terá respostas necessárias para desfrutar de uma vida plena e de comunhão com Deus, contigo e com o próximo e aí sim  terá se tornado em uma tão boa companhia que jamais se sentirás só, mesmo que sejas a sua única companhia.

Dulcelene de Jesus - Colunista do Ponto das Igrejas













Apresentação

Este projeto nasceu quando eu era adolescente e buscava em Deus forças para superar as dificuldades da adolescência na área emocional. Desde então, o Senhor tem sido extraordinário e dado vários artigos e testemunhos sobre as circunstância do momento da espera da pessoa amada em Deus.

Passei por experiências ruins e boas, aprendi a excelência da espera e agora quero compartilhar como Deus supre as necessidades e como podemos vencer este momento onde o inimigo das nossas almas tenta acabar com a fé e a vida de muitos jovens.
Seja bem-vindo ao Espera do Amado!

Messenger

Marcadores

Google+ Badge

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo